Isa e Gui no Christalino

Um casal de noivos escolheu o Christalino como cenário para seu romance.
Assista todo o vídeo, o veleiro aparece do meio para o fim.

Agradecimentos ao Gui e a Isa, e também ao Cleon Costa.

Arquivado em: Amigos, Notícias, , ,

Relax total a bordo

Semana passada, o Christalino se fez presente a mais uma festa de aniversário de nosso querido amigo Flavio. A comemoração reuniu uma dezena de veleiros na ilha rasa, em uma confraternização só vista entre velejadores.

Desta vez o Christalino Estava com sua tripulação reforçada !!! Nada menos que o nosso multi-instrumentista Osvaldo, proprietário do veleiro Beluga. Foi um show do inicio ao fim do percurso, ao som de trompete,flauta, gaita e sax.

Osvaldo

Osvaldo

É claro que no percurso de ida e volta, levantamos vela, mas com a maior preguiça do mundo e sempre priorizando a boa musica e a boa comida, ou seja , Navegação restrita.

Leia Mais…

Arquivado em: Notícias, , , ,

O Christalino em meio às enchentes

 

Leia Mais…

Arquivado em: Notícias, , , ,

Amigos de Presente

     Durante o longo caminho que foi a construção do Christalino, eu tive a satisfação de fazer bons amigos. Geralmente apareciam de forma inesperada enquanto eu trabalhava no barco. É interessante como nos são apresentado os amigos, muita vezes de forma curiosa. Eu procuro prestar muita atenção às circunstancias de tais encontros, pois, acredito que nada é por acaso. Descrevo a seguir  alguns desses encontros inesperados.
 
“O que você está fazendo aí?”

O primeiro que me lembro foi ainda em Guaratuba. Estava tranquilamente trabalhando, quando chega uma turma liderada por um sujeito com um cavanhaque branco que, na correria, sobe na estrutura do barco, me olha de forma inquisitória e pergunta: “O que você faz aqui?” Engraçado, naquele momento me veio a mesma pergunta na mente, mas diante da situação respondi o óbvio: – Estou fazendo um veleiro!

Leia Mais…

Arquivado em: Amigos, , ,

RELATOS DA INAUGURAÇÃO

A INAUGURAÇÃO

 

Passado tanto tempo, creio que agora eu possa falar deste período da inauguração. Tudo que me lembro pode ser classificado  por pressão, dedicação, incertezas e superação. Eu nunca tive dúvidas que esse período seria emocionante,  mas acho que poderia ter sido um pouco menos emocionante. Sei que isso tem um lado positivo, sei que são momentos emocionantes que ficam registrados na nossa memória pra sempre,  mas hoje em dia me pergunto se as coisas precisavam ser tão no limite como foram.

Deixe-me contar um pouco sobre a data da inauguração, a qual foi definida por um conjunto de fatores. Em maio de 2008, o barco já estava com a maior parte da hidráulica, elétrica, e interior pronto. O mastro e estaiamento já estava a há muito tempo comprados, Faltava adquirir as velas, colocar as vigias, fixar o policarbonato das vigias fixas da sala, fazer a pintura do convés com a aplicação de tinta antiderrapante, fazer a montagem elétrica  do motor, terminar de confeccionar o sistema de leme e instalá-lo. Faltava também terminar o púlpito de proa e instalá-lo também.

Leia Mais…

Arquivado em: Notícias, , ,

PRIMEIRO CONTATO

Essa é a primeira vez que eu escrevo para o site depois da inauguração do Christalino. Já fazem dois anos que o veleiro está na água, mais precisamente, no Iate Clube de Paranaguá e eu morando nele a maior parte do tempo.  Tenho me sentido um pouco  culpado por esse período de “silêncio”, mas tudo é justificável.

O primeiro semestre após a inauguração foi para minha  recuperação  física, pois os meses que antecederam a inauguração foram extremamente extenuantes e  repletos de emoções. Ainda nesse período, comecei a efetuar intervenções em alguns sistemas da embarcação que não ficaram absolutamente satisfatórios. É como se diz comumente aqui no Brasil, após o nascer de um bichinho, o período que a mãe toma conhecimento dos filhotes, de  “lamber a cria “. Já em caso da entrega de um equipamentos, máquina ou fábricas, utiliza-se o termo comissionamento, um período para ajustes, verificação e adequações.  Nos primeiros meses, o cuidado deve ser maior, afinal , o veleiro não foi totalmente pronto para água.

O ano de 2009 foi dedicado à aquisição e instalação dos eletrônicos a bordo, GPS, chartplotter, radar, autopilot e mais outros acessórios. Equipamentos que tornaram o Christalino mais “esperto”, muito provavelmente mais orientado e esperto do que o seu comandante.

Em 2010 o Chistalino ficou quase metade do ano em viagem. Foi um período de testes fora de casa. Todo garoto de seis anos sabe que tirar o brinquedo de casa e ir brincar no quintal já é uma  realização. Pois bem, o quintal do cristalino foi a região de Angra dos Reis, lá eu descobri mais modificações a fazer.

Leia Mais…

Arquivado em: Notícias, ,

Blindagem a bordo

Travessia Angra-Paranaguá, novembro de 2010. Após uma noite de mar batido, muito vento e um susto básico, ouvíamos Blindagem e conversávamos sobre o ocorrido. 

Veja o vídeo:

Arquivado em: Histórias, Histórias de Velejador,

Comando Duplo Wireless

Álvaro e Vagner testando o comando duplo wireless do veleiro Christalino. Muito prático.

Arquivado em: Histórias, Histórias de Velejador,