2003 – UM VELEIRO QUASE NA RUA

Depois de muito trabalho, finalmente o barco está pintado. Eu e meus irmãos compramos o terreno onde está o barco. Um projeto para construção de sobrados foi elaborado, e o inicio destes sobrados exige que eu retire o barco de onde ele está novamente. Coloco o barco no mesmo terreno, porém entre a futura edificação e a calçada. Esse é um período onde eu administro a construção dos sobrados de cima do barco. Aproveito as madeiras que sobram para derreter as sucatas de chumbo que eu estou acumulando a alguns anos para fazer a quilha do barco, transformando sucata em barras de 60 quilos de chumbo. E assim o christalino está ganhando material para os 3800 quilos que ele precisa.

 Derretendo chumbo