O Christalino em meio às enchentes

 

                    Como é de conhecimento público, a chuva intensa deste mês fez Paranaguá ficar “ilhada” por um período. Pontes caídas, deslizamentos de encostas, etc. Muitas famílias infelizmente  perderam suas casas ou tiveram que sair delas.  A unidade de captação d’água da empresa que abastece a cidade foi destruída, e o menor efeito destas chuvas sobre as pessoas da cidade foi a falta d água. É nessas horas que damos a devida importância a esse bem essencial à vida na terra. Não é só a água para beber, mas água para cozinhar, para o banheiro, etc. E é nessas horas também, que nos damos conta, de como é frágil os sistemas e abastecimento das cidades, diante da diversidade da natureza. E foi com esses sentimentos, que tivemos de “abandonar” o apartamento que usamos como base do Christalino em Paranaguá. É impossível viver sem água, e pela primeira vez, o Christalino nos abrigou de uma calamidade. Ele estava só com dois terços de um dos tanques d água, mas foi a salvação, pois passamos uma semana com os 350 litros que restavam. Ainda existia a possibilidade de sair com o veleiro para abastecer os tanques na Ilha da Cotinga, ou em caso extremo, viajar para outro lugar.

                Agora, o abastecimento d água  e os acessos, estão praticamente normalizados. Mas espero que situações como essa demorem a se repetir no Paraná !!!

Dia: 27/03/2011 - arquivado em: Notícias, , , ,